Blog

3 dicas para lidar com o medo de forma positiva
9 de dezembro de 2019

3 dicas para lidar com o medo de forma positiva

O medo é um dos mais complexos sentimentos humanos – aquilo que surge quando vemos uma aranha, quando estamos em determinada altitude ou simplesmente quando o chefe nos chama à sua sala. Como pode um mesmo conjunto de reações ser acionado em momentos tão distintos? Como é possível amenizar os efeitos dessa sensação tão negativa?

Compreendendo o medo

O medo, apesar dos pesares, é um sentimento fundamental para a evolução de qualquer espécie, em seu instinto mais básico de sobrevivência. Não fosse por ele, a humanidade não teria chegado até aqui.

Quando o homem das cavernas se deparava com um animal forte o suficiente para matá-lo, aquele primitivo cérebro já disparava substâncias responsáveis por uma série de reações. Batimentos cardíacos e respiração acelerados, músculos contraídos, pupilas dilatadas e pressão arterial elevada eram os mecanismos necessários para lutar ou fugir, quando necessário.

Bem, cá estamos em pleno século XXI. Não somos mais seres de cavernas, mas esse conjunto de sintomas continua sendo disparado diante de aranhas, assaltos, chefes e professores. Por importante que seja, quando esse mecanismo do medo é disparado com muita frequência, pode desencadear problemas psicológicos, como o estresse.

Por isso, na rotina corrida em que vivemos, é importante saber como administrar esse sentimento. Confira os três passos para fazer isso:

  1. Identifique os sintomas

O primeiro passo para lidar com o medo é reconhecer que você está vivenciando essa sensação. É fácil perceber quando estamos com a respiração ofegante, as mãos suadas e o coração disparado.

Ao identificar que o mecanismo foi acionado, uma recomendação importante é fazer respirações mais profundas e lentas. Esse tipo de respiração ajuda a acalmar a mente e a amenizar os demais sintomas.

3 dicas para lidar com o medo de forma positiva

  1. Questione-se: esse medo representa uma ameaça real?

Quando você precisa apresentar um documento em algum lugar e não tem certeza se o guardou na bolsa, o mecanismo do medo é disparado. Com o coração acelerado,você revira a bolsa e só respira aliviado depois de encontrá-lo.

A questão é que, diante de uma situação de medo, deixamos de raciocinar. Se você ouve um estouro na rua, por exemplo, automaticamente já pensa em um tiro. E se foi um escapamento de carro? Fogos? Outro barulho qualquer? Racionalize, ou seja, verifique todas as possibilidades antes de realmente sentir-se ameaçado.

Trazendo os exemplos para o mundo corporativo, será que aquilo que seu chefe pediu para amanhã de manhã é assim tão difícil? Se organizar seu tempo, confiar em si mesmo e pedir ajuda a alguém mais experiente, tudo pode ficar mais fácil. Apenas não se esqueça de raciocinar.

  1. Enfrente gradativamente o medo

Se você enfrentar o medo de uma vez, sem medir consequências, pode acabar com um trauma ainda maior. No entanto, se você se expuser gradativamente àquilo que faz você se sentir ameaçado, pode, aos poucos, amenizar essa sensação desagradável.

Por exemplo, se você tem medo de dirigir, pegar uma grande e movimentada avenida em horário de pico provavelmente não será muito saudável. Contudo, se conseguir dirigir num bairro mais tranquilo, num domingo de manhã, a experiência talvez não pareça tão ameaçadora.

Pular do barco em alto-mar sem saber nadar também é um risco enorme, mas se conseguir entrar numa piscina e ir, gradativamente, deixando a parte rasa até nadar na parte mais profunda, pode superar esse medo com o auxílio do professor.

Se tiver que fazer uma apresentação na empresa onde trabalha, pode sentir-se mais confortável se treinar em casa antes, na presença de familiares ou de amigos.

Uma coisa que devemos sempre ter em mente é: o medo nem sempre desaparecerá por completo, afinal de contas, é uma sensação importante para que nos preparemos e para que sejamos cuidadosos. No entanto, é perfeitamente possível e recomendável saber lidar com esse sentimento, para que ele represente cautela, e não bloqueios, procrastinações ou desistências.


Tags:, ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.