Blog

As 10 competências profissionais mais valorizadas do momento – Parte 2
9 de outubro de 2019

Atitudes empreendedoras para quem não é empresário

Ser empreendedor é muito mais do que gerir uma empresa. É um estilo de vida, caracterizado por determinadas competências e atitudes. Os líderes das organizações e de departamentos obviamente são muito importantes por conta de toda a inovação que trazem à sociedade atual. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, ninguém nasce empreendedor. Todas as habilidades necessárias podem ser aprendidas.

Por falar nisso, não é preciso ter um negócio próprio para dominar esse espírito empreendedor. Na verdade, muitas dessas características podem ser aplicadas na vida profissional, mesmo que você não tenha uma posição de liderança. Confira algumas delas:

  1. Não parar de aprender

O mundo é muito dinâmico e, da noite para o dia, surgem novas informações, novos modelos de negócios, novas tecnologias e novas formas de se fazer as coisas. Por isso, é preciso estar sempre atento ao que surge de novo e que pode melhorar a produtividade e a qualidade do seu trabalho. Cursos, especializações, treinamentos, livros e outras fontes de conhecimento estão cada vez mais acessíveis aos profissionais. Nunca deixe de aprender.

  1. Desenvolver a determinação

Assim como no mundo dos negócios, o crescimento profissional de qualquer pessoa requer determinação. Os obstáculos vão surgir, mas é nessas horas que eles devem ser entendidos como oportunidades para que você mostre seu talento, suas competências e sua inteligência emocional.  Não há sucesso sem resiliência. Aprenda com seus erros e evolua. Não desista.

Atitudes empreendedoras para quem não é empresário

  1. Trabalhar a solução de problemas

Qualquer emprego tem a premissa básica de resolver algum problema, seja da empresa ou de algum cliente. Por isso, qualquer atividade profissional exige que estejamos preparados para identificar possíveis adversidades e desenvolver meios de solucioná-las ou preveni-las. Isso se faz não só com o conhecimento técnico, mas também com jogo de cintura, poder de negociação e muita criatividade.

  1. Suar a camisa

Quem deseja progredir profissionalmente, seja para obter um cargo melhor ou ser contratado por uma empresa maior, precisa colocar a mão na massa. Além de estudar, é preciso construir um “patrimônio profissional”, ou seja, acumular experiências em diferentes projetos, pois são elas que comprovam suas competências. Se você disser “não” aos desafios, terá poucas vivências e, consequentemente, menor competitividade no mercado de trabalho.

  1. Comunicar-se com eficiência

Em todos os itens anteriores, bem como no dia a dia de qualquer profissão, a comunicação clara e objetiva é a melhor maneira de solucionar e prevenir problemas. Por isso, não ter medo de expressar suas ideias, conduzir reuniões e apresentações e falar e escrever com precisão são habilidades cada vez mais apreciadas no meio profissional. Não basta ter muitas competências, é preciso saber a forma ideal de mostrá-las, e isso só se faz com clareza na comunicação.

E aí, quais dessas competências do espírito empreendedor você já possui?


Tags:, , , ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.