Blog

Como estimular processos de inovação?
10 de julho de 2019

Como estimular processos de inovação?

Hoje em dia, a inovação é o antídoto para uma competitividade absurda, nunca antes vista, em basicamente qualquer nicho de mercado. Assim, esses processos criativos têm se tornado (ou precisam se tornar) mais regra do que exceção. O trabalho de convencimento de pessoas, persuasão e oferecimento de bons produtos ou serviços exige insights mais disruptivos e menos convencionais.

A questão é: de que forma esse pensamento inovador surge? Como é possível fortalecê-lo no dia a dia nas corporações e empreendimentos? Confira 5 dicas:

  1. Mantenha o pensamento livre

O principal inimigo da inovação é a imposição de empecilhos. Quando estiver num processo criativo, não seja tão rigoroso com as ideias que passarem por sua mente. Deixe vir o brainstorm (do inglês, “tempestade de ideias”). Até mesmo ideias consideradas malucas podem ser possíveis soluções para os problemas que você esteja enfrentando. Pode ser tudo uma questão de selecionar e lapidar essas ideias. Não descarte tudo de primeira.

  1. Registre esses pensamentos

Sabe quando você tem uma ideia interessante, alguém te interrompe e, cinco minutos depois, você já se esqueceu dela? Nada pode ser mais frustrante para a vida de um empreendedor. Por isso, não abra mão de um bloco de notas, post-its ou do próprio celular para registrar as ideias que surgirem. Lembre-se de que isso pode acontecer em casa, no trabalho, no metrô, na rua, enfim, em qualquer lugar. Esteja preparado, pois insights surgem quando menos se espera. Prontifique-se a iniciar um processo criativo onde quer que esteja.

Como estimular processos de inovação?

  1. Abra espaço para a criatividade

O pensamento criativo vem com mais facilidade se você estiver relaxado e confiante. Por isso, boas ideias podem surgir quando estiver por aí caminhando ou mesmo tomando banho. No entanto, se você tiver uma rotina muito rígida, fazendo sempre as mesmas coisas, provavelmente estimulará sempre os mesmos pensamentos. Procure variar suas atividades, naquilo que puder. Faça coisas que nunca fez antes. Inovar em sua vida pessoal também ajuda a inovar nos negócios.

  1. Compartilhe seus pensamentos e seja receptivo a outras ideias

Diz a música de Beto Guedes que “um mais um é sempre mais que dois”. Por isso, compartilhar suas ideias com outras pessoas pode ser uma boa forma de obter um feedback e também de receber novas ideias que podem mudar sua mente ou complementar a ideia que você teve. Assim, reúna-se com pessoas que você acredita que podem somar nesse momento de inovação.

Convide inclusive pessoas de outros setores, que não lidam diretamente com o pensamento criativo, mas que podem contribuir com sua visão. Às vezes, a inovação não vem de uma ideia em si, mas de uma nova forma de olhar para algo que já existe. Faça esse brainstorm em equipe, como um modo mais enriquecedor de obter insights.

  1. Saiba bem o que você quer

Com certa frequência, profissionais de criação têm ideias incríveis, mas que não resolvem exatamente aquele problema que precisa ser solucionado. O resultado é um projeto muito bacana, mas que não surte o efeito desejado. Por isso, além da inovação, verifique se as ideias que estão em discussão de fato promovem melhorias e soluções em relação ao objetivo a ser alcançado.

Inovação e criatividade são mais do que competências, são estilos de vida. Quanto mais você as praticar, mais criativo e inovador se tornará. Mãos à obra.


Tags:, , , ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.