Blog

Compras por impulso: Como acabar com as vilãs do orçamento?
2 de julho de 2019

Compras por impulso: Como acabar com as vilãs do orçamento?

“Tive um dia difícil, vou fazer umas comprinhas para compensar”. “Tive um dia muito produtivo, vou fazer umas comprinhas, afinal, eu mereço”. Já percebeu como estamos sempre convencendo a nós mesmos a fazer aquilo que queremos, sob os mais diversos pretextos? E é assim que, de comprinha em comprinha, vamos comprometendo o orçamento do mês. Até que bate o arrependimento.

Essa situação de compras por impulso, dessas que você decide no calor do momento, é familiar para você? Seja para se “compensar” ou para não ficar de fora da moda do momento, o fato é que muitas dívidas são contraídas por esse tipo de comportamento. Há, inclusive, pessoas diagnosticadas com compulsão por compras, comprometendo até mesmo o dinheiro que seria destinado às despesas essenciais do mês.

Sejam roupas, alimentos ou aparelhos eletrônicos, o fato é que as compras não planejadas, especialmente com apelos promocionais, destroem qualquer planejamento financeiro e podem causar graves prejuízos. Entenda como é possível evitar que isso ocorra:

  1. Pesquise, pesquise e pesquise

Não é raro encontrarmos promoções “milagrosas” em diversos estabelecimentos e, movidos por esse apelo, compramos o que vemos pela frente. Contudo, provavelmente, já aconteceu de você comprar algo e, duas ruas pra frente, encontrou uma loja com um produto muito semelhante e por um preço mais barato, não é mesmo? Por isso, mesmo que tenha encontrado a “promoção perfeita” não deixe de pesquisar, mesmo que pela internet, até encontrar preços menores. Pode ser um pouquinho trabalhoso, mas vale a pena. Às vezes, o que parece imperdível pode sim ser superado por uma proposta melhor. Ah, e não tenha medo de negociar, ok?

Compras por impulso: Como acabar com as vilãs do orçamento?

  1. Pare e pense: eu preciso mesmo disso?

Outra questão que surge é a da utilidade daquilo que compramos. Muitas vezes, acreditamos que temos uma necessidade muito grande, porém, passam-se dois ou três meses (ou até menos do que isso), e você nem usa mais aquele objeto, ou o utiliza muito raramente. A dica é pensar por pelo menos um dia antes de adquirir o produto desejado, de modo que você tenha tempo para identificar se há ou não a real necessidade de comprá-lo.

  1. Seja fiel à listinha

Antes de ir às compras, pense no quanto você batalhou para conseguir seu dinheiro. Seja criterioso e escreva uma lista com o que deve ser comprado. Depois, atenha-se à lista e não adicione mais nenhum item por impulso. Em alguns casos, recomenda-se ir às compras com o dinheiro contado para evitar que essas “escapulidas” ocorram.

  1. Lembre-se de seus sonhos e objetivos maiores

O que vale mais para você: comprar aquele par de sapatos reluzente na vitrine ou trocar de carro, obtendo mais conforto? Almoçar no restaurante preferido ou fazer aquele curso de que sua carreira está precisando? Adquirir um celular com design mais moderno ou, enfim, realizar aquela viagem dos sonhos para a Europa? Uma maneira de controlar os impulsos por essas compras do dia a dia é exatamente reforçar em sua mente os grandes sonhos que você possui. É mais fácil economizar e pensar de forma crítica lembrando-se de suas metas em longo prazo.


Tags:, , , ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.