Blog

Não jogue o seu 13º salário fora
8 de outubro de 2019

Não jogue o seu 13º salário fora

Muita gente conta com o 13º salário e vê nele uma grande oportunidade de aliviar o orçamento e colocar as ideias em prática. No entanto, também tem muita gente que sonha com o recebimento desse dinheiro exclusivamente para se divertir.

Qualquer dinheirinho entrando na conta é sempre muito bem-vindo, mas, como sempre, se não for feito um planejamento adequado, esse valor pode ser gasto aqui e ali, sem que sequer nos demos conta. Para evitar que isso ocorra, confira algumas maneiras mais construtivas de empregar o seu 13º:

  1. Apague os incêndios

Já falamos por diversas vezes aqui no blog que, antes de fazer qualquer plano de compra ou de investimento, a prioridade é pagar dívidas, pois elas podem comprometer sua vida financeira, sobretudo por conta dos altos juros cobrados.

Assim, quite suas contas em atraso e dívidas, começando por aquelas com juros mais altos. Outra sugestão pode ser adiantar parcelas de alguma compra para solicitar um desconto.

  1. Poupe para emergências

Se você não possui dívidas, hora de torrar tudo, não é mesmo? Não, mesmo. Todos nós estamos sujeitos a emergências, como reformas em imóveis, concertos em carros, despesas médicas, entre outros.

Não jogue o seu 13º salário fora

Por isso, outra dica importante é utilizar o 13º salário, ou parte dele, para construir um fundo de emergências. Assim, caso algum problema como estes ocorra, você não estará desamparado.

  1. Invista

Muita gente diz que não investe porque não sobra nada no fim do mês. Bem, será que o 13º salário não é, então, a oportunidade que faltava para começar a investir? Por isso, estude sobre as muitas possibilidades de investimentos que existem e considere aquelas que mais se adéquam aos seus objetivos.

Aliás, a própria reserva de emergências pode ficar rendendo em um investimento, desde que a liquidez seja alta, ou seja, que você consiga resgatar o montante investido com rapidez.

  1. Poupe para os seus objetivos do próximo ano

O fim de um ano é também tempo de começar a fazer planos para o próximo. Você vai adquirir um imóvel? Trocar de carro? Viajar? Diversificar seus investimentos? Fazer aquela pós-graduação que você está adiando há tempos?

Pois é, mas muita gente se esquece dos planos que faz. Gastam o dinheiro do 13º e depois lamentam arrependidos, complicando a realização desses sonhos. Aproveite essa oportunidade para organizar esses objetivos. Chega de adiá-los.

  1. Organize os gastos de dezembro e janeiro

Por último, mas não menos importante, precisamos nos lembrar de que a virada de ano sempre acarreta muitos gastos. A ceia de natal, festas e viagens de fim de ano, presentes para familiares, amigo-secreto, os impostos de janeiro, matrículas escolares, materiais escolares, enfim, são muitas as despesas dessa época.

Por isso, ao planejar o uso do 13º, pense bem nos gastos desses dois meses, que não são poucos.


Tags:, , ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.