Blog

Quais itens devem compor um plano de marketing de sucesso?
11 de dezembro de 2019

Quais itens devem compor um plano de marketing de sucesso?

O plano de marketing deve fazer parte da rotina de qualquer empresa, de pequeno, médio ou grande porte. Ele consiste num documento em que estão detalhadas as ações de marketing a serem implementadas, sempre de modo estratégico, com vistas ao alcance dos objetivos corporativos.

Campanhas podem ser institucionais (que visam ao fortalecimento da marca como um todo) ou falar sobre um produto ou serviço específico. O primeiro passo é exatamente fazer essa definição, para depois analisar o ambiente em que a empresa está inserida, o público a ser impactado e as ações a serem executadas.

Os itens a seguir são obrigatórios num plano de marketing de sucesso, mas podem aparecer outros, conforme a empresa entenda como necessários:

  1. Análise do ambiente

Alguns dias atrás, postamos aqui no blog sobre a análise SWOT, que é uma ferramenta que permite que a empresa identifique suas forças e fraquezas (aspectos internos, sob seu controle), bem como oportunidades e ameaças (aspectos externos, que não estão sob controle da empresa, podendo prejudicá-la ou beneficiá-la).

Essa avaliação, mais uma vez, pode ser feita tanto para a marca de forma geral como para o produto ou serviço a ser trabalhado na campanha. É a partir dela que se chegará a um diagnóstico, ou seja, a um problema a ser resolvido.

  1. Objetivos

O problema pode ser diagnosticado a partir de pesquisas de mercado ou da análise do ambiente. Produto rejeitado por um público X, baixa adesão às ações digitais, necessidade de fortalecer a marca na cidade Y são alguns exemplos de problemas que podem ser identificados.

A partir desse problema, deve-se definir um objetivo de marketing – mensurável e realista. Por exemplo: aumentar o market share em 5% no país, aumentar a taxa de conversão no site da empresa em 10% em 3 meses, entre outros.

Quais itens devem compor um plano de marketing de sucesso?

  1. Segmentação de público

A partir da definição do objetivo, a empresa deve estabelecer qual é o público ao qual serão direcionadas as ações de marketing. Atirar para todos os lados em meios de comunicação de massa não é uma estratégia muito inteligente, a não ser que se trate de um produto de massa, de uma marca mais consolidada.

Por isso, é importante definir questões de gênero, faixa etária, faixa de renda, localização geográfica, estilo de vida, entre outros aspectos a serem considerados. A partir dessas segmentações, o ideal é chegar a uma ou duas personas – protótipos de indivíduos que representem esse público. Há empresas que constroem as personas, definindo nomes, idades, profissões, rotinas e até mesmo fotografias. Com a persona em mente, fica mais fácil pensar em estratégias assertivas a esse perfil.

  1. Os 4 Ps:

Os quatro Ps de marketing são bem fáceis de memorizar, e a empresa deve defini-los com base em seu público-alvo:

  • Produto: qual é o produto ou serviço que a empresa vai oferecer, considerando as necessidades e desejos identificados junto ao público?
  • Preço: Qual será a política de preços e formas de pagamento a ser adotada, levando em consideração o perfil do público e os concorrentes?
  • Praça: Em quais locais o produto será distribuído? Onde a campanha ocorrerá? Online? Físico? Municipal? Nacional? Como será a rede logística?
  • Promoção: Como será feita a divulgação? Qual será a mensagem? Quais são os canais de comunicação mais indicados para impactar o público definido?
  1. Cronograma de ações

Depois de definir tudo o que será feito na campanha, é preciso construir uma tabela com o cronograma das ações, incluindo: meio de comunicação, veículo de comunicação, tipo de ação, data de início, data de término, pessoas responsáveis por cada ação e recursos que serão utilizados (humanos, financeiros, materiais etc.).

  1. Indicadores de desempenho

Curtidas, comentários, compartilhamentos, visualizações, visitas ao site, cadastros, aberturas de emails, opiniões, vendas – esses são apenas alguns dos indicadores de desempenho que uma campanha pode obter, dependendo da mídia utilizada. Monitorar todos esses itens é essencial para saber se a campanha está sendo bem recebida ou se é preciso realizar ajustes – ou mesmo uma repaginação completa.

Sem o monitoramento dos indicadores e sem as devidas correções, fica difícil alcançar aqueles objetivos estabelecidos lá no início.


Tags:, ,


Receba promoções, ofertas e conteúdo exclusivo.

Preencha abaixo.